Sala de Imprensa

Carlos Alberto dos SantosFortalecer a economia nacional. Essa é não só a meta como também a missão do SEBRAE, explicitada por seu diretor-técnico Carlos Alberto dos Santos, durante o terceiro dia de debates do XXV Fórum Nacional. Durante sua palestra, foram apresentados números e gráficos que confirmam o crescimento cada vez mais sólido das pequenas e médias empresas na economia brasileira.

De acordo com o diretor, mudanças na economia nacional nos últimos anos favorecem a atuação dos pequenos negócios. “No País, houve aumento e redistribuição da renda, com o surgimento de uma nova classe média com milhões de pessoas”, afirmou, acrescentando que o SEBRAE deve atender, este ano, mais de 1,6 milhão de empresas.

Neste novo cenário,  positivo para o empreendedor, Santos destacou que atualmente no Brasil há 2,2 negócios abertos por oportunidade para cada empresa criada por necessidade. Ele lembrou que quase 99% das empresas são de pequeno e microporte no País e assinalou a força da participação dos pequenos negócios no tecido econômico de qualquer país desenvolvido.

Santos realçou que é preciso existir um ambiente favorável para atuação das pequenas e microempresas. “No Brasil, dispomos de todo um arcabouço jurídico em benefício dos pequenos negócios, como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e o Simples Nacional”, disse. Na avaliação do executivo, instrumentos como esses contribuem para uma série de processos, como desburocratização, simplificação de tributos, facilidade de abrir e encerrar um negócio e acesso diferenciado à Justiça. “Precisamos transformar o Brasil em um país de pequenos negócios e empreendedores modernos”, sintetizou.