Sala de Imprensa

2736-Filipe BorsatoO Brasil ainda vai esbarrar por muito tempo em gargalos para o financiamento de empresas startups com risco de algum fracasso de seus produtos e serviços, em consequência da verdadeira aversão do mercado a esse tipo de financiamento sem garantias objetivas.

Pelo menos é esta a expectativa do executivo responsável pela criação dos fundos de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Filipe Borsato, que aponta o setor de saúde como um dos exemplos de retração de investimentos, mesmo no atual ambiente global, favorável ao fomento de startups de inovação.

Borsato acredita que a maior parte das empresas de tecnologia terá que se tornar também empresas financeiras para fazer frente ao cenário de temor aos riscos no ambiente brasileiro de financiamentos.

No mundo, o executivo do BNDES vê como crescente a demanda de investidores que querem apostar em setores de maior risco, em troca de maior rendimento. As aqui, segundo ele, também há um porém: a estruturação das empresas e startups para atender a essa demanda não segue o mesmo ritmo.