Sala de Imprensa

Evaristo PinheiroO presidente do conselho diretor do Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon), Evaristo Pinheiro, defendeu há poucos instantes, durante a XXX edição do Fórum Nacional, que o país coloque em pauta o tema da infraestrutura. Segundo Pinheiro, a população precisa entender que a falta de investimentos tem impacto direto no seu dia a dia.

“O primeiro grande desafio é colocar a infraestrutura na pauta do país, de candidatos, da sociedade. A gente ainda não conseguiu explicar a importância da infraestrutura na vida do cidadão. A sociedade não tem em mente o que a falta de infraestrutura provoca, quando tem que passar por uma rua esburacada para ir ao trabalho, quando tem que pegar um transporte para ir ao médico, entre outras coisas”.

Pinheiro lembrou que mesmo na segurança pública há reflexos da queda de investimentos em infraestrutura. “Quando eu tenho 400 mil empregos eliminados eu tenho como alvo a parcela da população mais fragilizada”, exemplificou.

“Os investimentos em infraestrutura caíram de R$ 70 bilhões para R$ 17 bilhões e ninguém notou”, disse, comentando uma das consequências da crise fiscal e econômica vivida pelo Brasil a partir de 2014 e que teve seu ápice em 2015 e 2016. Pinheiro ressaltou que “o investimento privado não conseguirá atender a todas as demandas de infraestrutura, sem a parceria do setor público”, perspectiva que está delineada atualmente em consequência da crise fiscal.

“Hoje a proporção está 70% privado contra 30% público, não de forma positiva, mas porque caiu muito o investimento público”, lamentou Pinheiro, lembrando que os países que estão à frente do Brasil em infraestrutura como os Estados Unidos, têm 70% de investimento público contra 30% privado.