Sala de Imprensa

Jose Carlos MarinsQual o envolvimento do cidadão comum com o tema da modernização da infraestrutura? Essa foi a pergunta que norteou a apresentação de José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no segundo dia de debates do Fórum Nacional Sessão Especial. “É preciso fazer com que a sociedade compreenda o tamanho do problema e seja nossa aliada na busca de soluções”, manifestou.

Martins citou apenas um número, que chamou de “ridículo”, para ilustrar sua tese: o investimento do governo federal em saneamento básico, para 2015, será de apenas R$ 800 milhões. “Ou seja, falta saneamento, falta habitação, faltam transportes. E o cidadão sente isso na pele”, ressaltou.

Na opinião de Martins, a gestão ineficiente e a falta de critério de planejamento trazem malefícios para todos. “Temos a oportunidade de mudar isso agora, antes que seja tarde”, pontuou. “Tanto para o governo, quanto para as empresas, é cada vez mais imperativo que se faça bem e que se faça rápido”, encerrou.