Livros

Na crise, esperança e oportunidade, desenvolvimento como sonho brasileiro. Campus, Rio de Janeiro, 2009 [Fórum Especial – set/2009].

Este livro é uma compilação dos textos Fórum Especial, realizado nos dias 17 e 18 de setembro de 2009, cujo tema foi “Na crise – esperança e oportunidade, desenvolvimento como sonho brasileiro, oportunidade para as favelas” É dividido em quatro partes, além da introdução, de autoria do coordenador-geral do Fórum Nacional, João Paulo dos Reis Velloso, que sintetiza os pontos básicos focalizados no evento.

A primeira parte de “Na crise, esperança e oportunidade” deixa claro que, a partir de eficaz enfrentamento da crise global pelo Brasil, configuraram-se grandes oportunidades de transformação da economia e da sociedade, capazes de impulsionar o país para avançado patamar de desenvolvimento. Essas oportunidades, consolidadas em nova versão do Plano de Ação contra a Crise, iniciativa do Fórum Nacional e da Cúpula Empresarial, já haviam sido parcialmente analisadas no XXI Fórum Nacional de maio de 2009. Esse exame prosseguiu no Fórum Especial, consubstanciado em importantes contribuições de Luciano Coutinho, Benedicto Fonseca Moreira, Humberto Barbato, José Antonio Muniz, Adilson Antonio Primo, Antonio Corrêa de Lacerda, Francisco Eduardo Pires de Souza e Roberto Teixeira da Costa.

A segunda parte fornece visões de membros da Cúpula Empresarial e do Fórum Nacional sobre a nova versão do Plano de Ação, apresentadas por Luiz Fernando Furlan, Emilio Odebrecht, José Luiz Alquéres, Humberto Barbato, Roberto Kauffmann, Antonio Rego Gil, Miguel Colassuono e Marcílio Marques Moreira. Elas destacam aspectos relevantes do documento, apontando para um projeto de desenvolvimento para o Brasil na próxima década que tenha o Plano e Ação como referência.

A terceira parte do livro aborda o tema “Desenvolvimento como sonho brasileiro”. É a ideia de que o Brasil poderá beneficiar-se de uma visão socialmente compartilhada e politicamente relevante de seu futuro: expressando-se no lema “Desenvolvimento com inclusão”;  afirmando a igualdade fundamental entre as pessoas sem negar-lhes a diversidade – étnica, econômico-social, cultural; construindo sólida cultura política e sociedade ativa e emancipada; estendendo a todos os direitos políticos civis e sociais. O tema é apreciado em variados aspectos por Roberto Cavalcanti de Albuquerque, Aloizio Mercadante, Cezar Santos Alvarez, Marcio Pochmann, Raul Velloso e Aspásia Camargo.

A quarta e última parte trata de “Segurança pública e oportunidade para as favelas”. O primeiro desses temas cabe ao general Alvaro de Souza Pinheiro, que discorre sobre o papel do Exército Brasileiro nas operações de garantia da lei e da ordem, especialmente nas grandes cidades. O segundo tema é objeto de depoimentos de expressivas lideranças das favelas do Rio de Janeiro: Itamar Silva•. (As favelas e as cidades), Rossino Diniz (Oportunidades para as favelas), Marcelo Radar (A favela, uma parte da cidade que muitos querem esquecida), Sidney “Tartaruga” Silva (Favela é cidade), Mônica Santos Francisco (Mulher, participação e favela), Cleonice Dias (Favela, Estado e políticas públicas), José Mário Hilário dos Santos (O Morro de Santa Marta). E conta com participação especial do economista Paulo Rabello de Castro (Favela e violência: a resposta do Cantagalo).

R.C.A.

Sumário

Introdução
João Paulo dos Reis Velloso

PRIMEIRA PARTE – NA CRISE, ESPERANÇA E OPORTUNIDADE

Na crise, esperança e oportunidade
Luciano Coutinho

O que fazer para expandir as exportações de manufaturados
Benedicto Fonseca Moreira

O setor elétrico e eletrônico em 2020: uma estratégia de desenvolvimento
Humberto Barbato

O setor elétrico, oportunidade única
José Antonio Muniz

Desafios e oportunidades do pós-crise para a infraestrutura
Adilson Antonio Primo

As lições da crise para o Brasil
Antonio Corrêa de Lacerda

Da reativação da economia ao crescimento de longo prazo: a questão da competitividade e do câmbio
Francisco Eduardo Pires de Souza

Inserção internacional do Brasil, economia verde e mercado de capitais
Roberto Teixeira da Costa

SEGUNDA PARTE – “VISÕES SOBRE O PLANO DE AÇÃO CONTRA A CRISE (NOVA VERSÃO)

O Brasil em novo ciclo de prosperidade
Luiz Fernando Furlan

Uma agenda estratégica
Emílio Odebrecht

O Plano de Ação: o homem e as instituições em momento de mudança
José Luiz Alquéres

Precisamos que o Brasil seja também competitivo
Humberto Barbato

A crise pouco afetou a construção civil
Roberto Kauffmann

Panorama do setor de TIC no Brasil
Antonio Rego Gil

O desenvolvimento brasileiro e a matriz energética
Miguel Colasuonno

Plano de Ação contra a Crise?
Marcílio Marques Moreira

TERCEIRA PARTE – DESENVOLVIMENTO COMO SONHO BRASILEIRO

Sobre o “Sonho Brasileiro”
Roberto Cavalcanti de Albuquerque

Cenário promissor para o futuro do Brasil
Aloizio Mercadante

Inclusão digital, dimensão da inclusão social e da promoção da igualdade
Cezar Santos Alvarez

Revolução no embate das idéias e projeto de sociedade
Marcio Pochmann

Opção por crescer menos
Raul Velloso

Vinte e um anos em busca do sonho brasileiro
Aspásia Camargo

A segurança pública, o Exército brasileiro e as operações de garantia da lei e da ordem
Alvaro de Souza Pinheiro

As favelas e as cidades
Itamar Silva

Oportunidades para as favelas
Rossino Diniz

A favela, uma parte da cidade que muitos querem esquecida
Marcelo Radar

Favela é cidade
Sidney “Tartaruga” Silva

Mulher, participação e favela
Mônica Santos Francisco

Favela, Estado e políticas públicas
Cleoníce Dias

O Morro de Santa Marta
José Mário Hilário dos Santos

Favela e violência: a resposta do Cantagalo
Paulo Rabello de Castro