Livros

Cultura e a “Economia da Alegria”. Fórum Nacional, Rio de Janeiro, 2016 [XXVIII Fórum Nacional – 2016].

Nos idos de 1976, o economista Tibor Scitovsky, professor emérito de economia da Universidade de Stanford, publicou um livro denominado “The Joyless Economy” (“A Economia Sem Alegria”.).

A ideia básica é que mais renda (mais alto nível econômico) não traz necessariamente mais alegria.

É o caso dos Estados Unidos que haviam experimentado longa fase de prosperidade, mas aparentando pouca alegria por não aproveitar-se mais principalmente das diferentes formas de cultura (cinema, teatro, música e até a simples ociosidade, ou a contemplação do belo).

Então, o Fórum Nacional, na sessão de encerramento do XXVIII Fórum, resolveu destacar a Cultura como “Economia da Alegria” (ou “Fonte da Alegria, e até mesmo da felicidade”).

Daí as diferentes visões da Cultura que temos neste livro e sua relação com o desenvolvimento, com a felicidade, com a educação. E sua presença na favela.

Acesse a versão digital

 

  

Sumário

Prefácio
João Paulo dos Reis Velloso

Cultura e desenvolvimento
Eva Doris Rosental

Economia e felicidade
Affonso Romano de Sant’Anna

As urgências da questão ambiental e reforma do Estado
André Corrêa

Favela é cidade. Favela é cultura
Marília Pastuk

Cultura e a “Economia da Alegria”
Domingos Oliveira

Cultura e educação, inseparáveis
Alba Zaluar

Cultura, desenvolvimento e suas múltiplas interações
Roberto Cavalcanti de Albuquerque