Livros

A crise mundial e a nova agenda de crescimento. J. Olympio, Rio de Janeiro, 1999 [XI Fórum Nacional- 1999].

Este livro, que contém os estudos produzidos para o XI Fórum Nacional (1999), aborda alguns dos principais problemas e dilemas enfrentados pelo desenvolvimento brasileiro neste final de século.

Parte de uma análise da modernidade como processo e como projeto – ou seja, em sua racionalidade instrumental e em sua finalidade universal, a autonomia de todas as pessoas, sua liberdade de escolhas e sua libertação. Análise que ilumina tanto o entendimento do fenômeno globalização quanto a crítica de suas possíveis conseqüências socioculturais.

Empreende ampla análise das recentes crises enfrentadas pelos países emergentes (crises associadas ao mercado mundializado), indicando como, em decorrência, se poderá evitar uma crise global e como tornar o sistema financeiro internacional mais estável; e indagando se a crise brasileira de inícios de 1999 poderia ter sido evitada.

A viabilidade da nova agenda de crescimento do país (crescimento do PIB previsto para 4% em 2000) é debatida em suas várias dimensões: monetária, cambial, fiscal, de balança de pagamentos; ou seja, levando em conta principalmente os fundamentos macroeconômicos que podem
comprometê-la.

A política industrial e de comércio exterior do país, os desafios da reestruturação produtivas, as mudanças tributárias necessárias à competitividade, a viabilidade da meta de alcançar 100 bilhões de dólares de exportações são objeto de seção especial.

O mesmo tratamento de seção especial tem o processo, em curso de privatização da infra-estrutura, avaliada em seus resultados; nas repercussões do programa de investimentos conduzido pelas empresas privadas concessionárias sobre a competitividade; nos demais desafios, operacionais, de melhoria da qualidade dos serviços, que deverão ser enfrentados.

A questão da Previdência Social – sua transição para um novo modelo; a necessidade de uma nova reforma, de maior profundidade, mais estrutural; as lições que podem ser colhidas com as experiências de outros países da América Latina – é objeto de um outro conjunto de estudos, igualmente de alta relevância.

E, finalmente, um tema cultural (Cultura, cinema e identidade nacional) enseja a apresentação da política nacional para o cinema e a formulação de uma estratégia de desenvolvimento para o setor, formulada, discutida e apresentada pelos principais diretores, produtores e distribuidores
de cinema do país.

Sumário

A crise Mundial e a Nova Agenda do Crescimento

Primeira Parte – O Fórum Nacional e a modernização doBrasil

Panorama visto do XI Fórum Nacional
João Paulo dos Reis Velloso

Desafios da modernização no limiar do século XXI: entre o projeto moderno e a modernidade real
Sergio Paulo Rouanet

Desenvolvimento e estabilidade: um falso dilema
Pedro Malan

Reforma política e cidadania
Pimenta da Veiga

Segunda Parte – A crise mundial

Evitando uma crise global
Barry Eichengreen

Tornando o sistema financeiro mais estável
Uri Dadush

Havia alternativa à crise brasileira?
Jan A. Kregel

Terceira Parte – Viabilidade da nova agenda de crescimento:os fundamentos

O imperativo da competitividade
Fernando Bezerra

Crescimento e desenvolvimento no século XXI: o papel doBanco Central
Armínio Fraga Neto

Câmbio flutuante, inflação e crescimento econômico
Affonso Celso Pastoree Maria Cristina Pinotti

Balanço da situação das contas públicas
Raul Velloso

Quarta Parte – Desenvolvimento industrial e expansão das exportações

A política industrial e de comércio exterior
Celso Lafer

Indústria brasileira: os desafios da reestruturação
José Pio Borges

O investimento estrangeiro: fator de estrangulamento externo?
Rubens Ricupero

Indústria: o crescimento fácil e a inflexão possível
Antonio Barros de Castro

Política industrial e expansão das exportações: uma nova política
Cláudio Roberto Frischtak e Cristina Machado Salazar Pessoa

Tributação e competitividade
Fernando Rezende

Quinta Parte – Privatização da infra-estrutura e competitividade

Privatização, mudança estrutural e regulação: uma avaliação do programa de privatização no Brasil
Sérgio Abranches

Investimentos em infra-estrutura no Brasil: desafios e perspectivas
Francisco Eduardo Pires de Souza e Helder Queiroz Pinto Junior

O Brasil face à crise e a evolução para uma nova agenda
Antonio Dias Leite

Sexta Parte – Um novo modelo para a Previdência Social

A Previdência Social em fase de transição
Waldeck Ornélas

Reforma estrutural da Previdência: uma proposta para assegurar proteção social e eqüidade
Francisco Eduardo Barreto de Oliveira, Kaizô Iwakami Beltrão e Maria Tereza de Marsillac Pasinato

Crise estrutural dos sistemas de Seguridade Social e as soluções latino-americanas
Kaizô Iwakami Beltrão, Francisco Eduardo Barreto de Oliveira e Maria Tereza de Marsillac Pasinato

Sétima Parte – Cultura, cinema e identidade nacional

A política nacional para o cinema
Francisco Weffort

Pragmatismo ético e social: cultura, desenvolvimento e humanismo
Carlos Vogt

Estratégia de desenvolvimento do cinema nacional
Gustavo Dahl e outros