Histórico

“A crise brasileira é gerenciável”
Paul Krugman,
Prêmio Nobel de Economia

A Ideia

Segundo a OECD, entre 1930 e 1980, o Brasil foi o País que mais cresceu, no mundo.
Isso, principalmente em função de três Grandes Visões (concepções)*, que houve no período.

I – Era Vargas (apesar do Estado Novo).
II – Era JK (apesar do “Ovo da Serpente”).
III – Era Geisel (quando se fez a Abertura Política).

Entretanto, de 1980 até hoje, com exceção do “Plano Real”, das melhorias verificadas no período 2004/2010, e da abertura ao Comércio Exterior, nos anos 90, o Brasil só teve desconstrução do crescimento e “voos de galinha”.

Deveria ter havido, nesse período, pelo menos duas Grandes Visões.

Por isso, e apesar da crise atual, o Fórum Nacional tomou a decisão de propor um Plano Nacional de Desenvolvimento, na seguinte forma:

Grande visão:
Visão até 2022 – Bicentenário da Independência

Desta forma, o tema das sessões deste XXVIII Fórum Nacional (significando: 28 anos de funcionamento ininterrupto) serão:

Sessão de Abertura – Superando o drama brasileiro: Plano Nacional de Desenvolvimento (Bases): Brasil – 2022: Bicentenário da Independência
Painel I – Definindo a economia e a indústria que se quer para o País
Painel II – Avanço tecnológico, inovação e as tecnologias do século XXI
Painel III – O Mercado de Capitais – Chave do desenvolvimento brasileiro
Sessão de Encerramento – A cultura e a “Economia da Alegria”

* Lembrando Henry Kissinger: “País sem grandes concepções é país destinado ao fracasso”.

Sessão de Abertura – Superando o drama brasileiro: Plano Nacional de Desenvolvimento (Bases): Brasil – 2022: Bicentenário da Independência
Dia 17.5, terça-feira (manhã)
De 10 horas às 13 horas
Painel I – Definindo a economia e a indústria que se quer para o País
De 14h30 às 17h30

Painel II – Avanço tecnológico, inovação e as tecnologias do século XXI
Dia 18.5, quarta-feira (manhã)
De 10 horas às 13 horas

Painel III – O Mercado de Capitais – Chave do desenvolvimento brasileiro
De 14h30 às 17h30

Sessão de Encerramento – A cultura e a “Economia da Alegria”

Dia 19.5, quinta-feira (manhã)
De 10 horas às 13 horas

O Fórum será realizado no BNDES (Rio):
Sessão de Abertura – Av. Chile, 100 (Grande Auditório)
Demais Sessões – Av. Chile, 330 – 9º andar, Ed. Ventura (Torre Oeste)