Walder de Góes

Modernização política e desenvolvimento

Os debates do Fórum Nacional têm dado grande destaque ao fato de que a modernização da sociedade e da economia brasileira, ocorrida nas últimas quatro décadas, não foi acompanhada de modernização política. O Brasil tinha um Estado razoavelmente moderno até fins da década de 1970, mas a última década assistiu à sua deterioração e crise. O sistema político, embora conte com figuras de alta expressão e modernidade, está em geral defasado perante a sociedade e a economia. Existem problemas de falta de modernidade tanto na esquerda, freqüentemente ultranacionalista e estatizante, como no centro… ... continue lendo →

Condições para a retomada do desenvolvimento

O presente volume, voltado para a discussão das precondições para a retomada do crescimento, acentua as características do Fórum Nacional como centro de debates, consciência crítica e fonte de recomendações concretas para a modernização da sociedade brasileira. Assim é que, no tocante ao programa de estabilização, apresenta, de um lado, a visão de Zélia Cardoso de Mello, ministra da Economia à época (fins de 1990, e, de outro, comentários menos ou mais críticos, entre os quais os dos ex-ministros Mario Henrique Simonsen e Bresser Pereira, assim como o do atual Secretário de Política… ... continue lendo →

O Brasil e as reformas políticas

O Fórum Nacional debruça-se mais uma vez sobre as questões político-institucionais, agora com a preocupação de formular propostas concretas para as reformas políticas reclamadas pela sociedade, essenciais à modernização do país. Na primeira parte deste volume, o deputado federal Nelson Jobim e os cientistas políticos Bolívar Lamounier, Wanderley Guilherme dos Santos e Walder de Góes estabelecem as bases para reformas políticas, envolvendo o sistema de governo, os partidos, o processo eleitoral e os requisitos da governabilidade. Identificam, ademais, as condições para a eficiência e eficácia da ação política, assentada em identidade institucional coerentemente… ... continue lendo →