Maria Cristina Pinotti

O Real e o futuro da economia

Neste livro, o Fórum Nacional retoma, em novas bases, a discussão do Plano Real, defendendo a necessidade de uma reformulação estratégica, voltada tanto para sua própria sustentação quanto para assegurar, sob a égide de um novo modelo de desenvolvimento, duradouro ciclo de crescimento. Na introdução, João Paulo dos Reis Velloso considera que essa reformulação deve atender a um conjunto de precondições que liberte o programa de estabilização de sua "armadilha atual, em que só resta, como instrumento de contenção da demanda, a política monetária, tendo como peça central taxas de juros elevadíssimas". Defende… ... continue lendo →

O Real, o crescimento e as reformas

Reúnem-se neste volume os principais estudos apresentados no VIII Fórum Nacional (1996), promoção anual do Instituto Nacional de Altos Estudos, Inae, que vem se afirmando como a mais importante iniciativa de análise e reflexão sobre a conjuntura e as perspectivas econômicas, sociais e políticas do Brasil. Na introdução, João Paulo dos Reis Velloso, reportando-se ao tema básico da reunião (Estabilização, crescimento e reformas) e levando em conta os estudos e os debates realizados, apresenta sua percepção dos horizontes nacionais. Considera que a Plano Real é fundamental, mas não é suficiente. Que é preciso… ... continue lendo →

O Brasil e o mundo no limiar do novo século – vol. II

"As perspectivas do Real são a consolidação de três objetivos fundamentais: a inflação sob controle; o crescimento sustentado; e a melhoria das condições de vida da maioria dos brasileiros." Pedro Malan "Privatização e produtividade são dois eixos da transformação nacional." Gustavo Franco "Com déficits públicos elevados, a estabilidade é possível por algum tempo, mas à custa de taxas de juros altas que restringem as opções de política cambial e limitam o crescimento." Affonso Celso Pastore e Maria Cristina Pinotti "No centro nervoso do problema do déficit público está o desequilíbrio das contas previdenciárias… ... continue lendo →

A crise mundial e a nova agenda de crescimento

Este livro, que contém os estudos produzidos para o XI Fórum Nacional (1999), aborda alguns dos principais problemas e dilemas enfrentados pelo desenvolvimento brasileiro neste final de século. Parte de uma análise da modernidade como processo e como projeto - ou seja, em sua racionalidade instrumental e em sua finalidade universal, a autonomia de todas as pessoas, sua liberdade de escolhas e sua libertação. Análise que ilumina tanto o entendimento do fenômeno globalização quanto a crítica de suas possíveis conseqüências socioculturais. Empreende ampla análise das recentes crises enfrentadas pelos países emergentes (crises associadas ao mercado mundializado), indicando como, em decorrência, se… ... continue lendo →

O diálogo dos 500 anos Brasil-Portugal: desenvolvimento e cooperação

A sessão de Economia abriu a etapa brasileira do Congresso Brasil-Portugal Ano 2000. Neste livro, são publicados seus anais editados com rigor e discernimento pelo coordenador brasileiro da Sessão, professor Roberto Cavalcanti de Albuquerque. O Congresso foi idealizado pela Comissão Bilateral Executiva para as Comemorações do V Centenário da Viagem de Pedro Álvares Cabral, então sob a coordenação do Itamaraty. Reflete a compreensão que se tinha, na ocasião, do significado dos 500 anos como uma oportunidade ímpar de pensar o Brasil, a formação do país, suas perspectivas, inclusive no plano das relações com… ... continue lendo →

O Brasil e a Economia do Conhecimento

O XIV Fórum Nacional (2002) buscou introduzir, no debate nacional, tema de grande atualidade e de alta relevância para o futuro do país: o da economia do conhecimento. É a ele, principalmente, que este livro se dedica. O conhecimento – a ciência, a tecnologia, a informação – é hoje considerado o fator de produção por excelência, determinante do progresso e da riqueza das nações. Essas atividades já respondem por mais de 50% do PIB das economias mais avançadas. E países emergentes, como a Coréia e a China, conduzem programas de desenvolvimento que enfatizam… ... continue lendo →

A promoção do desenvolvimento: os 50 anos do BNDES e do Banco do Nordeste

O cinqüentenário das duas mais importantes instituições de fomento ao desenvolvimento do país - o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de atuação nacional,  e o Banco do Nordeste, de âmbito regional - motivou  o Fórum Nacional a proceder, em seminário especial (2002), a um balanço de realizações e a propor diretrizes de ação para o futuro, repensando, ao mesmo tempo, os rumos do desenvolvimento do Brasil e do Nordeste. Este livro resulta dessa iniciativa. Na apresentação, João Paulo dos Reis Velloso sintetiza as principais contribuições do livro, acrescentando, a propósito delas, pertinentes esclarecimentos. E o ministro do Desenvolvimento,… ... continue lendo →

Economia do Conhecimento, crescimento e inclusão social

Em pronunciamento de abertura do XVI Fórum Nacional (2004), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, louvou-lhe a iniciativa de abordar, de forma integrada e com referência ao Brasil, três temas normalmente tratados separadamente: a economia do conhecimento, o crescimento sustentado e a inclusão social. O propósito deste livro é divulgar os resultados dessa iniciativa: os estudos, pronunciamentos e comentários apresentados durante os quatro dias de duração desse respeitado evento anual. Em sua introdução, o coordenador do Fórum Nacional, João Paulo dos Reis Velloso, analisa e avalia o conteúdo das variadas… ... continue lendo →

O desafio da China e da Índia: a resposta do Brasil

O desafio da China e da Índia: a resposta do Brasil publica os estudos e pronunciamentos do XVII Fórum Nacional (2005). O cerne desse desafio –de dois concorrentes nossos, mas também parceiros: no comércio, nos investimentos e nas negociações multilaterais – está nos grandes ganhos competitivos recentes daqueles dois países. O risco corrido pelo Brasil é ir ficando para trás, marginalizado nas exportações de produtos mais intensivos em conhecimento, ameaçado em seu próprio mercado interno. Sendo, portanto, preciso que se firme o crescimento nacional, intensificando seu ritmo. E que se avance na produção… ... continue lendo →

Porque o Brasil não é um país de alto crescimento?

Este livro, que resulta do XVIII Fórum Nacional (2006), aborda questão da mais alta relevância para o futuro do Brasil: por que não somos mais um país de alto crescimento? Questão que, segundo observa João Paulo dos Reis Velloso na introdução, nos causa pesadelos. Sinalizando que há algo de muito errado no reino do Brasil - econômica, social e politicamente. Pois já fomos campeões de crescimento econômico, com o PIB avançando cerca de 6% ao ano entre 1900 e 1980, comparados com minguados 2% anuais desde então. As causas desse desempenho risível, que… ... continue lendo →

Chegou a vez do Brasil? Oportunidade para a geração de brasileiros que nunca viu o país crescer

O XIX Fórum Nacional (2007) colocou uma questão básica para os brasileiros: o país está em condição de sustentar, no curto prazo, a expansão econômica de 5% ao ano, além de elevá-la gradualmente até atingir o alto crescimento, ombreando-se nesse aspecto aos outros grandes emergentes? Chegou a vez do Brasil? apresenta os pronunciamentos, estudos, depoimentos e debates sobre esta importante pergunta, analisada em seus muitos e complexos desdobramentos. Na primeira parte (Caminhos para o alto crescimento), após avaliação positiva sobre o futuro do Brasil feita pelo presidente do BID, Luis Alberto Moreno, examina-se… ... continue lendo →

O Brasil e a economia criativa: um novo mundo nos trópicos

O Brasil e a economia criativa: um novo mundo nos trópicos contém pronunciamentos e estudos apresentados na sessão de abertura e em quatro dos seis painéis do XX Fórum Nacional (2008), evento que sinalizou os vinte anos de funcionamento ininterrupto do Fórum Nacional. Na primeira parte do livro (Para onde vai o Brasil: a visão do governo), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, convidado de honra do Fórum, faz importante balanço do desenvolvimento brasileiro, creditando ao povo os "acertos da economia". Enumera as conquistas obtidas nos últimos anos e afirma… ... continue lendo →