Gelson Fonseca Jr.

A nova ordem internacional e a terceira revolução industrial

O mundo dividido entre Washington e Moscou, que emergiu de Ialta (1945), alimentado pela rivalidade e antagonismo da guerra fria, deixou de fazer sentido, política e ideologicamente, com a desintegração da União Soviética e a débâcle das economias socialistas do Leste Europeu. No Ocidente, prevalece, desde a década de 1960, a tendência para a multipolaridade econômico-financeira, com a crescente importância da Europa e do Japão e a emergência de novos países industrializados (Newly lndustrializing Countries - NICs). Desenham-se, assim, neste final de século, tendências econômicas e processos políticos que apontam para a institucionalização de uma nova ordem internacional, configurando-se, para tanto,… ... continue lendo →

A nova inserção internacional do Brasil

Neste volume, o Fórum Nacional examina, em profundidade, os riscos e oportunidades de uma nova inserção da economia brasileira no comércio internacional. Na introdução, João Paulo dos Reis Velloso sintetiza sua proposta de um novo projeto de desenvolvimento para o Brasil. Destacando a dimensão continental do país e seu elevado grau de integração e diversificação produtivas, defende a opção pelo que chama de "modelo bidirecional de mercado", com o crescimento apoiando-se na demanda interna para a conquista de mercados no exterior. O modelo integra, em um só processo, a reestruturação industrial, a aceleração do progresso técnico-científico e uma nova inserção na… ... continue lendo →

O Brasil e a Economia do Conhecimento

O XIV Fórum Nacional (2002) buscou introduzir, no debate nacional, tema de grande atualidade e de alta relevância para o futuro do país: o da economia do conhecimento. É a ele, principalmente, que este livro se dedica. O conhecimento – a ciência, a tecnologia, a informação – é hoje considerado o fator de produção por excelência, determinante do progresso e da riqueza das nações. Essas atividades já respondem por mais de 50% do PIB das economias mais avançadas. E países emergentes, como a Coréia e a China, conduzem programas de desenvolvimento que enfatizam… ... continue lendo →